17 abril 2016

RESENHA – LIVRO A CABANA

Livro: A Cabana
Autor: William P. Young
Número de páginas: 232
Editora: Sextante/Arqueiro

Sinopse: 
A filha mais nova de Mackenzie Allen Philip foi raptada durante as férias em famí­lia e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar aquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, "A Cabana" invoca a pergunta: "Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?" As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele.


A cabana é um livro de leitura fácil, bem simples e objetiva. O autor não faz mistérios  logo chegamos em muitos dos pontos importantes abordados pelo livro. Não é um livro baseado em religião e crença e sim apenas na fé que cada um de alguma forma tem em Deus. O personagem principal tem um encontro com Deus e a partir daí temos muitos diálogos em que precisamos refletir para entender, pelo menos foi o que aconteceu comigo.

O livro traz respostas para muitas coisas que em nossas vidas ficamos nos perguntando porém, não temos uma resposta porque muitas vezes não conseguimos enxergar além e acabamos por colocar a culpa dos nossos problemas em Deus que nada tem a ver com eles.

No livro o autor deixa fluir a sua imaginação de como é Deus e suas formas misteriosas de agir em nossas vidas. O mais interessante é a transformação pela qual Mack, personagem principal, passa depois da morte de sua filha caçula desde raiva, amargura, sentimento de culpa, perda, enfraquecimento da fé e uma profunda tristeza.

Após sua ida a cabana ele passa por situações que o convidam a se transformar em um novo homem, dar uma nova chance a vida a família e a si mesmo, e além de tudo aprender a perdoar, que foi a parte mais difícil em toda a história, perdoar o assassino de sua filha, para seguir em frente e viver a vida plenamente, mais leve, mais feliz pois ainda existia uma família que o amava e precisava muito dele.

O livro deixa uma lição de vida que é saber perdoar principalmente, nos faz refletir sobre a forma como enxergamos e colocamos Deus em nossas vidas, nos faz ver que a religião foi criada pelo homem e não pelo próprio Deus e que a fé é muito mais importante que qualquer crença ou religião.

Uma leitura enriquecedora muito boa de se fazer, prazerosa e que me fez viajar! Se você já leu esse livro deixe o seu comentário, diga o que achou quero muito saber a opinião de vocês ;)
Beijos